26/01/10

Planejamento 6º ao 9º ano de Língua Portuguesa

 

 

 

                                                                                                                               

 

                                                                     

PROPOSTA CURRICULAR

2006

 

DISCIPLINA:   LÍNGUA PORTUGUESA                Nº DE AULAS PREVISTAS: 160

SÉRIE:  5ª                                                                    ENSINO FUNDAMENTAL

 

PROFESSORES:  PEDRO DOS SANTOS

                              ROSIRENE DE FREITAS CAMPOS

                             

 

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:

Ler, escrever, falar e escutar são habilidades que nos permitem agir no mundo que nos cerca e com ele interagir. Colocamos em prática essas habilidades por meio da linguagem. Por isso, quanto mais conhecermos a linguagem e as inúmeras possibilidades de usá-la, tanto melhor nos expressaremos e compreenderemos a expressão do outro.

 

 

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA:

 

·       Promover práticas de oralidade, de escrita e leitura de forma integrada, levando o aluno a identificar as relações entre as mesmas, relações de dependência, independência e de interdependência;

·       Desenvolver as habilidades de uso da língua escrita em situações discursivas diversificadas em que haja motivação e objetivo para ler textos de diferentes tipos e gêneros e com diferentes funções e motivação e objetivo para produzir textos de diferentes tipos e gêneros, para diferentes interlocutores, em diferentes situações e diferentes condições de produção;

·       Criar situações em que o aluno tenha oportunidade de refletir sobre os textos que lê, escreve, fala ou ouve, intuindo, de forma contextualizada, a gramática da língua, as características de cada gênero e tipo de texto, o efeito das condições de produção do discurso na construção do texto e de seu sentido.

 

 

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: LEITURA, ORALIDADE E ESCRITA.

·       LEITURA E COMPREENSÃO.

Textos básicos – leitura e reflexão – atividades orais e escritas.

Textos de apoio – leitura e reflexão – atividades orais e escritas

 

·       GRÁMATICA

Significação das palavras (partes: prefixo, radical e sufixo) – Formação.

Sinônimos e antônimos

Ordem alfabética

Estrutura de textos: poema e prosa (1.ª e 3.ª pessoa )

Letras e fonemas – sílabas (tonicidade)

Substantivos – identificação

Verbos (infinitivo) substantivo – dicionário

Adjetivos e locuções adjetivas

Pontuação – vírgula-

Discurso direto e indireto

Tonicidade – palavras oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas.

Sentido das palavras (próprio e figurado)

Substantivos – classificação

Estruturas de Textos: narração descritiva, descrição, narração, monólogo, poema, narração com diálogo.

Adjetivos

O uso do hífen

Palavras – número de sílabas

Sinonímia

Estrutura de textos: espaço, ações (seqüência), personagens, resumo, assunto, mensagem.

Acentuação (verbos no infinitivo + pronomes oblíquos e verbos – 3.ª pessoa do singular e plural )

Sentido das palavras (conotativo e denotativo)

Substantivos – gêneros, número.

Acentuação – proparoxítonas

Sinonímia – Antônimos

Acentuação de monossílabos e oxítonas

Adjetivos (gênero e número)

Formas de linguagem (coloquial e culta)

Estrutura de textos: narração com diálogo, poemas, textos informativos.

Acentuação – paroxítonas; uso da cedilha; emprego do til.

Pronomes – classificação

Estrutura de texto: circunstância de tempo e lugar, idéias, síntese na narração, interpretação crítica, argumentação.

Sinonímia e Antônimos

Estrutura dos textos: a poesia na prosa e a poesia no poema.

Verbos: número, pessoas, tempo, modo, conjugações.

Acentuação das palavras paroxítonas

Emprego do e ou i

Emprego do põe / põem, entrar e sair; subir e descer.

Modos verbais – identificação

Acentuação: ditongos abertos e proparoxítonas

Separação silábica (hiatos e ditongos)

Uso do faz / fazem, havia / haviam, houve e ouve

Estrutura dos textos: crônica, poema, descrição, dissertação, informação, ficção, jornalismo.

Sujeito e predicado na frase

Preposições, advérbios e numerais nas frases narrativas, descritivas e informativas.

Uso de nós / noz, vós / voz.

 

·       PRODUÇÃO

Carta

Narração (1.ª e 3.ª pessoa )

Reprodução (escrita e criativa através de colagem, desenho, em quadrinhos, etc.)

Uma página de diário

Bilhete

Cartão

História em Quadrinhos

Significação dos ditados populares

Biografia

Discurso direto e indireto

Descrição (figuras, quadros, fotos, etc.)

Narração (figuras, quadros, fotos, etc.) 1.ª ou 3.ª pessoa

Recontar histórias – expressão oral

Poesia – imagens / Poesia – palavras

Exploração da imagem – narração – 3ª pessoa

Crônica

 

 

METODOLOGIA DA DISCIPLINA:

A oralidade é utilizada em momentos de comunicação através de vários Gêneros e formas com fundamentação na realidade sonora. A fala deve ser desenvolvida através de atividades que favoreçam as habilidades do falar e ouvir, tais como em histórias de família, da comunidade, um filme, um livro, depoimentos vivenciados, emissão de opiniões, etc.

A leitura, na escola, é vista como uma prática consistente do leitor perante a realidade, através empréstimos de livros, exposição de livros, cartazes contendo trechos de obras, leitura oral de poema e histórias, exposição de idéias, opiniões e experiências de leitura, proporcionar um ambiente propício ao ato de ler.

A prática da escrita exige um planejamento do que será produzido, escrever uma primeira versão sobre a proposta apresentada e revisar, reestruturar e reescrever esse texto que pode ser um relato (histórias de vida); bilhetes, cartas, cartazes, avisos (textos literários); notícias, editoriais, cartas de leitores e entrevistas (textos de imprensa); relatos, resumos de artigos, verbetes de enciclopédia (texto de divulgação científica).

 

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA:

        Os critérios de avaliação procurarão avaliar o educando em âmbito geral.

        A avaliação será feita através de atividades orais e escritas, observando a participação, interesse, responsabilidade, apresentação, hábitos e atitudes, desenvoltura, etc.; análise de trabalhos apresentados, provas objetivas e subjetivas.

        A avaliação será processual (contínua, formativa e cumulativa) e terá, ainda, a função diagnóstica para que o professor possa, quando necessário, reformular, rever ou retomar o seu trabalho.

 

 

BIBLIOGRAFIA:

DIRETRIZES CURRICULARES – Língua Portuguesa

PRATES, Marilda. Encontro e Reencontro em Língua Portuguesa, Reflexão e Ação. 5.ª série – 1.ª edição – São Paulo, Moderna, 1998.

SOUZA, Cássia L. Garcia de. Linguagem: criação e interação: 5ª série – 2ed. – São Paulo : Saraiva, 1999.

FARACO& MOURA. Linguagem nova. 5ª série – 10ed.  – São Paulo: Ática, 2001.

SOARES, Magda. Português: uma proposta para o letramento. - 1ed.- São Paulo : Moderna, 2002.

Revista Nova Escola.

Jornal (diversos)

Dicionários da Língua Portuguesa.

 

Sengés, 04/ 08 /2006.

________________________________          _______________________________                

           PEDRO DOS SANTOS                        ROSIRENE DE FREITAS CAMPOS

 

 

                                                                                                                            

 

 

                                                                     

PROPOSTA CURRICULAR

2006

 

DISCIPLINA:   LÍNGUA PORTUGUESA                Nº DE AULAS PREVISTAS: 160

SÉRIE:  6ª                                                                   ENSINO FUNDAMENTAL

 

PROFESSORES:   JOSIANE DE OLIVEIRA SANTOS

                              

                       

 

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:

 

Ler , escrever, falar e escutar são habilidades que nos permitem agir no mundo que nos cerca e com ele interagir. Colocamos em prática essas habilidades por meio da linguagem. Por isso, quanto mais conhecermos a linguagem e as inúmeras possibilidades de usá-la, tanto melhor nos expressaremos e compreenderemos a expressão do outro.

 

 

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA:

 

·       Promover práticas de oralidade, de escrita e leitura de forma integrada, levando o aluno a identificar as relações entre as mesmas, relações de dependência, independência e de interdependência;

·       Desenvolver as habilidades de uso da língua escrita em situações discursivas diversificadas em que haja motivação e objetivo para ler textos de diferentes tipos e gêneros e com diferentes funções e motivação e objetivo para produzir textos de diferentes tipos e gêneros, para diferentes interlocutores, em diferentes situações e diferentes condições de produção;

·       Criar situações em que o aluno tenha oportunidade  de refletir sobre os textos que lê, escreve, fala ou ouve, intuindo, de forma contextualizada, a gramática da língua, as características de cada gênero e tipo de texto, o efeito das condições de produção do discurso na construção do texto e de seu sentido.

 

 

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: LEITURA, ORALIDADE E ESCRITA.

 

·       LEITURA E COMPREENSÃO

Textos básicos – leitura e reflexão – atividades orais e escritas.

Textos de apoio – leitura e reflexão – atividades orais e escritas

 

·       GRAMÁTICA

Ordem Alfabética

Sinonímia

Formação de palavras

Frase nominal e verbal

Oração e período

Sujeito e predicado – identificação

Verbos e predicado

Substantivos

Adjetivos

Classificação do sujeito

Acentuação: trema

Orografia: ISAR / IZAR, MAL E MAU, USSO DO H

Predicado verbal – estrutura

Predicado nominal

Discurso direto e indireto

Verbos transitivos e intransitivos

Acentuação: oxítonas e verbos

Uso de pronomes oblíquos e verbos

Pontuação

Sinônimos / antônimos / parônimos

Preposições

Formas combinadas

Objeto direto e indireto

Predicado nominal, verbos de ligação e predicativo do sujeito.

A linguagem folclórica

A crase

Poesia – diferentes formas

Verbos

Adjuntos adnominais: artigos, adjetivos, locuções adjetivas, pronomes, numerais.

Advérbios

Locução adverbial

Adjuntos adverbiais, análise sintática e morfologia.

Acentuação (verbos)

 

·       PRODUÇÃO

Produção (a partir de cenas, gravuras, fotos)

Descrição

Narração em 3.ª pessoa

Reprodução

Anúncio

Carta

Narração 1.ª pessoa

Classificados

Propagandas

Narração à vista da gravura

Narração a partir de pesquisa

Pesquisa

Cartaz

Ilustrando e recontando

Contar histórias a partir de quadrinhos

A poesia e sua vida (na prosa e no poema)

Anúncio

Propaganda

Narração (1.ª e 3. Pessoa)

 

 

METODOLOGIA DA DISCIPLINA:

 

A oralidade é utilizada em momentos de comunicação através de vários Gêneros e formas com fundamentação na realidade sonora. A fala deve ser desenvolvida através de atividades que favoreçam as habilidades do falar e ouvir, tais como em histórias de família, da comunidade, um filme, um livro, depoimentos vivenciados, emissão de opiniões, etc.

A leitura, na escola, é vista como uma prática consistente do leitor perante a realidade, através empréstimos de livros, exposição de livros, cartazes contendo trechos de obras, leitura oral de poema e histórias, exposição de idéias, opiniões e experiências de leitura, proporcionar um ambiente propício ao ato de ler.

A prática da escrita exige um planejamento do que será produzido, escrever uma primeira versão sobre a proposta apresentada e revisar, reestruturar e reescrever esse texto que pode ser um relato (histórias de vida); bilhetes, cartas, cartazes, avisos (textos literários); notícias, editoriais, cartas de leitores e entrevistas (textos de imprensa); relatos, resumos de artigos, verbetes de enciclopédia (texto de divulgação científica).

 

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA:

 

        Os critérios de avaliação procurarão avaliar o educando em âmbito geral.

        A avaliação será feita através de atividades orais e escritas, observando a participação, interesse, responsabilidade, apresentação, hábitos e atitudes, desenvoltura, etc.; análise de trabalhos apresentados, provas objetivas e subjetivas.

        A avaliação será processual (contínua, formativa e cumulativa) e terá, ainda, a função diagnóstica para que o professor possa, quando necessário, reformular, rever ou retomar o seu trabalho.

 

 

BIBLIOGRAFIA:

 

DIRETRIZES CURRICULARES – Língua Portuguesa

PRATES, Marilda. Encontro e Reencontro em Língua Portuguesa, Reflexão e Ação. 6.ª série – 1.ª edição – São Paulo, Moderna, 1998.

SOUZA, Cássia L. Garcia de. Linguagem: criação e interação: 6ª série – 2ed. – São Paulo : Saraiva, 1999.

FARACO& MOURA. Linguagem nova. 6ª série – 10ed.  – São Paulo: Ática, 2001.

SOARES, Magda. Português: uma proposta para o letramento. - 1ed.- São Paulo : Moderna, 2002.

Revista Nova Escola.

Jornal ( diversos )

Dicionário da Língua Portuguesa

 

Sengés, 04/ 08/2006.

 

 

___________________________            __________________________________        

        PEDRO DOS SANTOS                             TARSIS DE SOUSA RIBEIRO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                                              

 

                                                                     

PROPOSTA CURRICULAR

2006

 

DISCIPLINA:   LÍNGUA PORTUGUESA                 Nº DE AULAS PREVISTAS: 160

SÉRIE:  7ª                                                                     ENSINO FUNDAMENTAL

 

PROFESSORES: MARIA DE FÁTIMA DAMIELEWSKI

                             JOSIANE DE OLIVEIRA SANTOS

                             TÁRSIS DE SOUSA RIBEIRO

 

 

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:

Ler, escrever, falar e escutar são habilidades que nos permitem agir no mundo que nos cerca e com ele interagir. Colocamos em prática essas habilidades por meio da linguagem. Por isso, quanto mais conhecermos a linguagem e as inúmeras possibilidades de usá-la, tanto melhor nos expressaremos e compreenderemos a expressão do outro.

 

 

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA:

·       Promover práticas de oralidade e de escrita de forma integrada, levando o aluno a identificar as relações entre as mesmas, relações de dependência, independência e de interdependência;

·       Desenvolver as habilidades de uso da língua escrita em situações discursivas diversificadas em que haja motivação e objetivo para ler textos de diferentes tipos e gêneros e com diferentes funções e motivação e objetivo para produzir textos de diferentes tipos e gêneros,  para diferentes interlocutores, em diferentes situações e diferentes condições de produção;

·       Criar situações em que o aluno tenha oportunidade  de refletir sobre os textos que lê, escreve, fala ou ouve, intuindo, de forma contextualizada, a gramática da língua, as características de cada gênero e tipo de texto, o efeito das condições de produção do discurso na construção do texto e de seu sentido.

 

 

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: LEITURA ORALIDADE E ESCRITA.

 

·       LEITURA E COMPREENSÃO

Textos básicos – leitura e reflexão – atividades orais e escritas.

Textos de apoio – leitura e reflexão – atividades orais e escritas

 

·       GRAMÁTICA

Classes de palavras

Frase, oração, período.

Sujeito e predicado; tipos de sujeito, tipos de predicados – classificações.

Pontuações de orações – classificações

Verbos (transitivos e intransitivos)

Complementos verbais (objeto direto e indireto )

Ortografia: fonemas, letras, sílabas, mal e mau, Z,X,S; S, Ç; MAS, MÁS, MAIS; MEIO, MEIA.

Encontros vocálicos, consonantais e dígrafos.

Predicado Verbo-Nominal / Predicativo do objeto

Complemento nominal / Complemento Verbal

Tonicidade

Acentuação

Ortografia ( izar / isar; S, Ç, SS,X; G, J )

Pronomes Pessoais – classificação

Emprego do EU e do MIM

Adjunto Adnominal – adjunto adverbial

Verbos regulares e irregulares

Vozes verbais: agente da passiva, voz passiva analítica e sintética.

Ortografia: À, HÁ, A; EMPREGO DO E e I; ascender e acender;

Usos do “porquês”

Uso da crase

Uso do trema

Palavras homônimas e parônimas

Uso de onde e aonde

Concordância nominal

Concordância verbal

Regência Verbal

Ortografia: C, Ç, S, SS, SC, X, XC.

Conjunções coordenativas

Conjunções subordinativas

Orações subordinadas adverbiais

Pronome relativo e Orações adjetivas

Orações adjetivas e restritivas

Vocativo e Aposto

 

·       PRODUÇÃO

Textos narrativos, descritivos e dissertativos.

Partes do enredo, conflito, clímax e desfecho.

Discurso direto e indireto

História em quadrinhos

Narração 1.ª e 3.ª pessoa

Texto para revista

Conto

Crônica

Dissertação – a partir da leitura de texto

Carta

Narração

Poema

Entrevista

Humor

Discurso ou narração

Dissertação

Poema ( a partir de ilustração )

Narração 1.ª Pessoa

Folclore (prosa e verso)

Fábula, paráfrase, crônica.

Pesquisa (dança e música)

Análise de poema

Leitura Informativa

Pesquisa

Resumo (a partir de texto jornalístico e ilustração)

 

METODOLOGIA DA DISCIPLINA:

A oralidade é utilizada em momentos de comunicação através de vários Gêneros e formas com fundamentação na realidade sonora. A fala deve ser desenvolvida através de atividades que favoreçam as habilidades do falar e ouvir, tais como em histórias de família, da comunidade, um filme, um livro, depoimentos vivenciados, emissão de opiniões, etc.

A leitura, na escola, é vista como uma prática consistente do leitor perante a realidade, através empréstimos de livros, exposição de livros, cartazes contendo trechos de obras, leitura oral de poema e histórias, exposição de idéias, opiniões e experiências de leitura, proporcionar um ambiente propício ao ato de ler.

A prática da escrita exige um planejamento do que será produzido, escrever uma primeira versão sobre a proposta apresentada e revisar, reestruturar e reescrever esse texto que pode ser um relato (histórias de vida); bilhetes, cartas, cartazes, avisos (textos literários); notícias, editoriais, cartas de leitores e entrevistas (textos de imprensa); relatos, resumos de artigos, verbetes de enciclopédia (texto de divulgação científica).

 

 

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA:

        Os critérios de avaliação procurarão avaliar o educando em âmbito geral.

        A avaliação será feita através de atividades orais e escritas, observando a participação, interesse, responsabilidade, apresentação, hábitos e atitudes, desenvoltura, etc.; análise de trabalhos apresentados, provas objetivas e subjetivas.

  A avaliação será  processual (contínua, formativa e cumulativa) e terá, ainda, a função diagnóstica para que o professor possa, quando necessário, reformular, rever ou retomar o seu trabalho.

 

 

BIBLIOGRAFIA :

DIRETRIZES CURRICULARES – Língua Portuguesa

PRATES, Marilda. Encontro e Reencontro em Língua Portuguesa, Reflexão e Ação. 7.ª série – 1.ª edição – São Paulo, Moderna, 1998.

SOUZA, Cássia L. Garcia de. Linguagem: criação e interação: 7.ª série – 2ed. – São Paulo : Saraiva, 1999.

FARACO& MOURA. Linguagem nova. 7.ª série – 10ed.  – São Paulo: Ática, 2001.

SOARES, Magda. Português: uma proposta para o letramento. - 1ed.- São Paulo : Moderna, 2002.

Revista Nova Escola.

Jornal ( diversos )

Dicionários da Língua Portuguesa.

 

Sengés, 04/ 08 /2006

  ________________________________               ______________________________        

  MARIA DE FÁTIMA DAMIELEWSKI              JOSIANE DE OLIVEIRA SANTOS     

 

_________________________

TÁRSIS DE SOUSA RIBEIRO

 

 

 

 

                                                                                                                               

 

                                                                     

PROPOSTA CURRICULAR

2006

 

DISCIPLINA:   LÍNGUA PORTUGUESA                Nº DE AULAS PREVISTAS: 160

SÉRIE:  8ª                                                                    ENSINO FUNDAMENTAL

 

PROFESSORES: PEDRO DOS SANTOS

                             JOSIANE DE OLIVEIRA SANTOS

                             TARSIS DE SOUSA RIBEIRO

 

 

 

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA:

 

Ler, escrever, falar e escutar são habilidades que nos permitem agir no mundo que nos cerca e com ele interagir. Colocamos em prática essas habilidades por meio da linguagem. Por isso, quanto mais conhecermos a linguagem e as inúmeras possibilidades de usá-la, tanto melhor nos expressaremos e compreenderemos a expressão do outro.

 

 

OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA:

 

·       Promover práticas de oralidade e de escrita de forma integrada, levando o aluno a identificar as relações entre as mesmas, relações de dependência, independência e de interdependência;

·       Desenvolver as habilidades de uso da língua escrita em situações discursivas diversificadas em que haja motivação e objetivo para ler textos de diferentes tipos e gêneros e com diferentes funções e motivação e objetivo para produzir textos de diferentes tipos e gêneros, para diferentes interlocutores, em diferentes situações e diferentes condições de produção;

·       Criar situações em que o aluno tenha oportunidade  de refletir sobre os textos que lê, escreve, fala ou ouve, intuindo, de forma contextualizada, a gramática da língua, as características de cada gênero e tipo de texto, o efeito das condições de produção do discurso na construção do texto e de seu sentido.

 

 

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: LEITURA, ORALIDADE E ESCRITA.

 

·       LEITURA E COMPREENSÃO

Textos básicos – leitura e reflexão – atividades orais e escritas.

Textos de apoio – leitura e reflexão – atividades orais e escritas.

 

·       GRAMÁTICA

Classes gramaticais

Termos essenciais da oração

Termos integrantes da oração

Vocativo

Frase / Oração / período

Conjunções coordenativas e subordinativas

Orações coordenadas

Orações subordinadas substantivas

Acentuação

Ortografia: CH / X, MAS / MAIS, J / G, X, U / L, MAL / MAU.

Formação de palavras: derivação / composição

Plural dos substantivos compostos

Ortografia: grafia correta de palavras, separação silábica, uso do ÊS, ESA, EZ, EZA; uso do EU e MIM; uso do porque; uso do À, HÁ, A

Orações subordinadas adjetivas

A palavra QUE – funções

Orações subordinadas reduzidas

Concordância Nominal

Concordância Verbal

Verbos TER e VIR

Advérbios

Uso do hífen com BEM e MAL

Regência Verbal e Regência Nominal

Colocação dos pronomes pessoais átonos (próclise, mesóclise, ênclise).

Plural dos substantivos compostos

Acentuação (revisão das regras) e acentuação dos diminutivos

Uso da crase

Uso do ONDE e AONDE

Figuras de linguagem: palavras, pensamento e sintaxe.

Estrutura das palavras – afixos

Palavras homônimas e parônimas

VIMOS e VIEMOS (SE EU O VIR / SE EU O VER?)

Uso do hífen

Ortografia: (L e U) revisão geral

 

·       PRODUÇÃO

Distinção: narrar, descrever e dissertar.

Frase nominal e verbal

Discurso direto e indireto

Dissertação

Narração orientada, narração (3.ª pessoa )

Texto humorístico

Pontuação (dois pontos, ponto e vírgula, vírgula)

Crônica (revisão 7.ª série)

Interpretação de mensagens

Mensagens poéticas

Depoimentos

Narração

Dissertação

Palestra – etapas (conhecimento)

Teoria narrativa

Conto – Cântico

Poema

Narração fantástica (1.ª pessoa  )

Narração criativa personificada

Pronunciamento

Provérbios e improvérbios

Descrição (a partir de imagem)

Poema – recriar poema em prosa poética

A vida e a música – criatividade

Palavras – imagens: comunicação criativa – exercícios de observação (pesquisa – revistas, jornais, etc).

Narração

Descrição

Dissertação

 

 

METODOLOGIA DA DISCIPLINA:

 

A oralidade é utilizada em momentos de comunicação através de vários Gêneros e formas com fundamentação na realidade sonora. A fala deve ser desenvolvida através de atividades que favoreçam as habilidades do falar e ouvir, tais como em histórias de família, da comunidade, um filme, um livro, depoimentos vivenciados, emissão de opiniões, etc.

A leitura, na escola, é vista como uma prática consistente do leitor perante a realidade, através empréstimos de livros, exposição de livros, cartazes contendo trechos de obras, leitura oral de poema e histórias, exposição de idéias, opiniões e experiências de leitura, proporcionar um ambiente propício ao ato de ler.

A prática da escrita exige um planejamento do que será produzido, escrever uma primeira versão sobre a proposta apresentada e revisar, reestruturar e reescrever esse texto que pode ser um relato (histórias de vida); bilhetes, cartas, cartazes, avisos (textos literários); notícias, editoriais, cartas de leitores e entrevistas (textos de imprensa); relatos, resumos de artigos, verbetes de enciclopédia (texto de divulgação científica).

 

 

 

BIBLIOGRAFIA :

 

DIRETRIZES CURRICULARES – Língua Portuguesa

SOUZA, Cássia L. Garcia de. Linguagem: criação e interação: 8ª série – 2ed. – São Paulo : Saraiva, 1999.

SOUZA, Cássia L. Garcia de. Linguagem: criação e interação: 8.ª série – 2ed. – São Paulo : Saraiva, 1999.

FARACO& MOURA. Linguagem nova. 8.ª série – 10ed.  – São Paulo: Ática, 2001.

SOARES, Magda. Português: uma proposta para o letramento. - 1ed.- São Paulo : Moderna, 2002.

Revista Nova Escola.

Jornal ( diversos )

Dicionários da Língua Portuguesa.

 

Sengés, 04/ 08 /2006.

 

_____________________               _______________________________                      PEDRO DOS SANTOS                  JOSIANE DE OLIVEIRA SANTOS

 

______________________________

TARSIS RIBEIRO DE SOUSA